Arquivos Travels | O Mundo de Jess

Como gastar 48hs em Curitiba: passeios e restaurantes para veganos

18 abr 2017

No final do ano passado, mais precisamente em novembro de 2016 tive a oportunidade de finalmente riscar um item da minha lista de desejos: conhecer Curitiba!

Foi uma viagem nada programada, meu namorado tirou férias de uma semana pra outra, ou seja, não deu pra gente se organizar pra muitas coisas. Mas como eu estava precisando refrescar a mente e sempre quis conhecer Curitiba, decidimos ir mesmo assim.

Fomos de carro e, apesar de tudo, foi um trajeto bem tranquilo. O roteiro foi feito super em cima da hora, apenas separei alguns lugares que gostaria de conhecer e também restaurantes legais com opções veganas ?

Como nós estávamos de férias, não fiquei me cobrando muito de filmar e fotografar tudo pros canais do blog, mas como acabo fazendo isso por paixão, no final das contas conseguimos reunir uma boa quantidade de fotos tanto da câmera como do celular e por isso, decidi postar algumas delas aqui, contando um pouco mais sobre os lugares que visitei.

JARDIM BOTÂNICO

Se você assim como eu é apaixonado por plantas e natureza, o Jardim Botânico é uma parada obrigatória por Curitiba. Eu amei tanto esse lugar que fui duas vezes, isso porque minha viagem foi de apenas quatro dias haha. Fiz mais algumas fotos por lá que já compartilhei aqui no blog, já viu?

Mesmo eu visitando o Jardim durante a semana, ele estava bem cheio. Então, se você quiser fotografar bastante por lá, é importante saber que você vai precisar de um pouco de paciência, mas vai por mim, vale a pena…

COMO CHEGAR

 

BOSQUE DO PAPA

Decidimos visitar o Bosque do Papa pois estávamos por perto e eu lembrava de já ter visto algumas fotos legais dele pelo instagram. O parque é grande e bem fofo, mas infelizmente assim que cheguei levei várias picadas de insetos, o que me deixou meio desanimada para continuar passeando por lá. Quem me acompanha pelas redes sociais sabe como essas picadas foram intensas e sim, ainda estou tratando elas ?

Mas pelo que pesquisei, parece que esse parque tem um Museu e até um café fofo por lá, quem sabe visito com mais calma quando volta a Curitiba?

 

COMO CHEGAR

 

 

PARQUE TANGUÁ

Parque Tanguá foi nossa primeira parada na cidade, ainda bem, pois esse parque é simplesmente ENORME, juro! Pra você ter uma ideia, ele tem 235m² ?  Nós ficamos lá por algumas horas e amamos demais conhecer cada cantinho. A reserva natural é incrível e todo o parque é super bem cuidado e tranquilo para passear, por lá, nós encontramos alguns moradores passeando com seus cãezinhos fofos ?   Mesmo com a prefeitura reformando o espaço, nós pudemos ficar bem à vontade para explorar todo o parque, valeu super a pena para relaxar e refrescar os pensamentos.

 

COMO CHEGAR

 

 

TORRE PANORÂMICA

Torre panorâmica é um lugar incrível com um observatório enorme, ele tem 195 metros de altura, ou seja, a visão que se tem da cidade é linda! Achei muito legal poder ficar procurando cada bairro e rua lá do alto haha. O valor da entrada inteira é de R$5,00 e, apesar de termos vistos muitos comentários sobre as grandes filas, tivemos sorte de encontrar o lugar vazio.

 

 

COMO CHEGAR

 

MON – MUSEU OSCAR NIEMEYER

Como visitar Curitiba sem fazer uma parada pelo MON? Mais uma vez nós tivemos a sorte de encontrar um ponto turístico praticamente vazio, o que fez o passeio pelo Museu Oscar Niemeyer ainda mais incrível! Amei poder conhecer de pertinho tantas histórias e trabalhos incríveis, sai de lá cheia de novas ideias e vontade de continuar fazendo o que amo!

 

COMO CHEGAR

 

 

PRAÇA DO JAPÃO

Nós decidimos fazer um parada na Praça do Japão pois vamos pelo GPS que estávamos por perto. Meu sonho seria encontrar ela super florida com suas cerejeiras cor-de-rosa, mas infelizmente, não estava na época haha. Ainda assim, valeu o passeio por alguns minutos, o lugar é encantador.

 

 

COMO CHEGAR

 

ONDE COMER?

Para quem ainda não sabe, na metade do ano passado, descobri que tenho intolerância a lactose, o que pra mim, de certa forma foi bom, já que eu estava começando minha transição para o veganismo e essa “condição” acabou sendo um grande empurrão que faltava haha.

Como já contei que a viagem não foi elaborada com antecedência, contamos com a ajuda dos seguidores lindos do instagram para opções legais de restaurantes pela cidade e também encontramos outros passeando pelas ruas…

Nós fizemos MUITAS paradas em restaurantes e lugares para comer, mas, ao contrário dos pontos turísticos, quase todo estavam bem cheios ou senão, nós visitamos a noite e por isso não consegui fotografar em todos.

GOODIES BAKERY

Decidi incluir o Goodies Bakery como um lugar fofo para visitar e beber algo para se refrescar, já que infelizmente, eles não oferecem nenhuma opção de comida vegana ou sem lactose. Mas ainda assim, é um ótimo lugar caso você esteja passeando pela região e queira fazer uma parada para descansar, bater um papo e beber algo gostoso. Eu escolhi uma soda italiana e meu namorado provou dois cupcakes (blueberry e floresta negra) e, segundo ele, estavam incríveis! O lugar tem uma decoração fofa e um ambiente super calmo.

 

COMO CHEGAR

 

 

MAHATMA GOURMET

Essa foi uma das comidas mais gostosas que eu já comi na vida, juro! Sei que a “cara” não é das melhores, mas ela compensa tudo em sabor. O Mahatma foi um super achado, estávamos procurando um lugar para almoçar e esse era um dos mais pertinhos do MON e que ainda estava aberto (já era de tarde). Mesmo com o horário um pouco tarde para o almoço, eles ainda estavam servidos todas as opções super fresquinhas. O ambiente é uma delícia e estava com uma ou duas pessoas apenas. Não lembro ao certo o valor mas era BEM barato para prato principal e bebida à vontade + sobremesa. O restaurante é vegetariano e por isso, é bom verificar a disponibilidade de opções veganas no dia.

 

COMO CHEGAR

 

CARAMELODRAMA

Pensa em um lugar maravilhoso e que eu fiquei com o coração na mão por não conseguir conhecer com mais tempo? Infelizmente minha visita na Caramelodrama ficou para os 45 do segundo tempo, último dia de viagem e eu cheguei alguns minutos antes do local encerrar as atividades do dia. Pra minha sorte, o atendente foi super querido e nos atendeu com muito atenção. Já que eu estava com pouco tempo e não queria atrapalhar, acabei pedindo apenas um sublime nozes (sem lactose, não tenho certeza se era vegano) e gente, que sobremesa deliciosa! Quero muito voltar e breve e visitar esse lugar com todo tempo do mundo!

 

COMO CHEGAR

 

GREENGO

E pra encerrar com chave de ouro, último lugar que visitamos em Curitiba foi o Greengo, um restaurante + bar vegetariano simplesmente maravilhoso! O lugar é super pequeno e fica meio que escondidinho, mas fiquei tão feliz que o encontramos e que sai de lá com sorriso de orelha a orelha haha. Uma das minhas comidas favoritas é a mexicana, mas desde que entrei na transição para o veganismo, não encontrei um restaurante mexicano e vegano, por isso estou sempre fazendo em casa. Mas quando descobri que eles tinham burritos no menu, fiquei super empolgada e pedi logo o meu. Uma das coisas que eu mais amei é que eles saíram do recheio óbvio de soja texturizada e usaram jaca verde, que eu simplesmente amo! Outro motivo para amar esse restaurante além da comida deliciosa, ambiente encantador e atendimento maravilhoso é o preço super justo. Dá pra ter uma ideia pela foto do menu acima, um sanduiche de falafel (igual a esse aqui no ABC) custa em média 27…

 

COMO CHEGAR

 

WANDERLUST…

 

Ai ai, escrever esse post só aumentou ainda mais a minha vontade de sair por ai, viajando o mundo, conhecendo novos lugares e culturas…

Espero voltar para essa cidade linda em breve e quem sabe, fazer um guia bem completo e com ainda mais dicas. Como eu disse, essa viagem foi de férias e eu queria mesmo era aproveitar um bom descanso, mas ainda assim, espero que esse post te ajude ou te inspire de alguma forma ?

E você, já visitou Curitiba? Se sim, que tal compartilhar nos comentários mais lugares incríveis para conhecer por lá? ✨

xoxo

© 2012 - 2015 - O Mundo de Jess - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Todas as fotografias, textos e design são de propriedade exclusivas de Jess Vieira, exceto quando sinalizado.